Agricultura 4.0 – Agricultura de Precisão aliada a uso de Drones

Há décadas, a tecnologia tem contribuído com soluções que modificam os processos nos mais diversos setores da economia. E o agronegócio não poderia ficar de fora. O trabalho no campo passou por muitas evoluções, e agora estamos na chamada Agricultura 4.0 ou Agricultura Digital, da biotecnologia, seguida pela agricultura de precisão, chegando à alta conectividade. As novas ferramentas digitais modificam, aperfeiçoam e otimizam todas as etapas do ciclo produtivo. Isso traz redução de custos, maior produtividade, agilidade, segurança e sustentabilidade.

São aproximadamente 7 bilhões de pessoas no planeta e o Brasil, segundo a FAO, tem papel fundamental na mitigação da fome no mundo. Mas como aumentar a produção de forma sustentável? Sob esse contexto, a tecnologia semeou uma revolução no campo e está transformando a agricultura brasileira num celeiro de modernidade. Não por acaso, a representatividade do agronegócio no PIB nacional saltou de ¼ para 1/3 no final de 2017.

Atualmente na agricultura existe uma constante busca por métodos para se melhorar a produtividade dentro de um mesmo volume de área, para tal se faz uso de diversas tecnologias. Devido a essa constante busca e a necessidade de se obter dados de maneira rápida e precisa para diversas etapas do processo de produção (desde a análise do solo até identificação de pragas e doenças), o uso de drones e sensores remotos se torna cada vez mais importante e necessário. Em consequência disso, faz-se necessário o aperfeiçoamento, desenvolvimento e adaptação de novas ferramentas para armazenamento e análise dos dados obtidos.

No contexto de Agricultura Digital, temos a interligação do uso de agricultura de precisão com o monitoramento aéreo de lavouras através de drones, que embarcados com câmeras geram imagens da cultura. A agricultura de precisão é um sistema de gerenciamento agrícola que possibilita a detecção, manejo e a otimização na gestão da propriedade. A mesma pode ser realizada através de muitas ferramentas disponíveis no mercado. A agricultura de precisão iniciou com a chegada de maquinários equipados com GPS, que permitiam a coleta de dados para posterior geração de mapas de produtividade. Outras ferramentas surgiram com o tempo, como a coleta e análise de solo, para posterior geração de mapas de fertilidade e aplicação, impulsionados por isso foram lançadas novas máquinas equipadas com computador de bordo, onde são instalados softwares, tornando possível à aplicação de fertilizantes, defensivos e a semeadura a taxa variável.

Aliado a agricultura de precisão, o uso de drones vem ganhando cada vez mais espaço na agricultura. São equipamentos embarcados com câmeras especiais de altíssima resolução e recursos de captação, que sobrevoam a área determinada e oferecem o panorama geral da plantação. Por meio de imagens aéreas os equipamentos podem detectar falhas nas plantações, áreas com falta ou excesso de água, locais onde há ataque de pragas e doenças, zonas de manejo para aplicação de fertilizantes e defensivos, mapas de plantio, curva de nível entre outras atividades. Tendo as imagens capturadas, iniciasse o trabalho de processamento remoto, onde com o auxílio de softwares as mesmas são processadas com alta precisão. Analisando essas imagens é possível acompanhar a cultura durante todo o ciclo e realizar as devidas correções.

Com tantas informações se faz necessário um ótimo sistema de armazenamento de dados, para isso a agricultura digital proporciona alguns softwares e páginas na web que possibilita ao cliente armazenar dados e assim ter um histórico da propriedade por várias safras.

Portanto pode-se afirmar que a agricultura de precisão, o uso de drones, câmeras e softwares são algumas das vantagens da utilização da Agricultura Digital. Se utilizada de maneira correta às ferramentas proporcionadas pela tecnologia possibilita o acompanhamento total da propriedade. Nos últimos anos foram agregados novas tecnologias que permitiram otimizar os resultados obtidos a partir das atividades de agricultura de precisão. Essas soluções trazem agilidade e facilidade no manejo da lavoura e da propriedade como um todo. Além do mais, com a complexidade e competitividade da agricultura atual isso se torna cada vez mais fundamental no nosso processo de produção. Dessa forma, as tecnologias deverão se tornar ainda mais aliadas do produtor com a chegada da “agricultura 4.0”, como é denominada a agricultura de alta tecnologia com ferramentas digitais.

Gostou? Tem alguma dúvida? Escreva pra gente!
👉 WhatsApp bit.ly/dronagro
📞 (55) 9 9682 8530
📩 dronagro.adm@gmail.com