Plantio em curvas de nível e seus benefícios para a agricultura

Olá amigos do agro digital! Planejar as atividades no campo torna nossa rotina mais simples e dinâmica, otimizando todo o trabalho realizado. Hoje, vamos falar sobre curvas de nível e como o plantio baseado nelas pode nos ajudar a preservar o solo, evitar perdas de nutrientes e plantas e aumentar a produtividade das culturas e do nosso maquinário. Boa leitura!

Chamamos de curva de nível a linha formada no terreno por vários pontos que estão na mesma altitude. Assim, podemos dizer que as curvas de nível são as curvas altimétricas (também conhecidas como linhas isoípsas) — que estão na superfície — ou batimétricas (aquelas abaixo do nível do mar). Essas curvas nos auxiliam no estudo do relevo, sua irregularidade, estudar o fluxo da água da chuva (infiltração e escoamento), além de servirem como base para projetos de terraceamento, faixas de retenção e projetos de irrigação e drenagem.

Utilizamos os drones para captar os dados hipsométricos do terreno e gerar dois produtos essenciais na construção das linhas de plantio: o modelo digital do terreno (MDT) e o modelo digital de superfície (MDS). Com esses dois modelos em mãos, podemos gerar, além das curvas de nível, informações sobre o fluxo de drenagem do solo e criar diferentes cenários e simulações antes de escolher qual o melhor sentido para as linhas de plantio.

As linhas criadas são exportadas para as máquinas em um formato chamado shapefile, amplamente utilizado e aceito pela grande maioria dos monitores atualmente disponíveis no mercado. As linhas são planejadas de acordo, além das curvas de nível e fluxo de água do terreno, com a largura de trabalho da plantadeira, obstáculos como postes, cursos d’água, buracos, entre outros. Além disso, podemos ter uma prévia do consumo de combustível e custo da hora/máquina no plantio, quantidade de metros lineares a serem plantados, entre outras informações que vão servir como base no planejamento do plantio.

Planejar o plantio de acordo com as curvas de nível do terreno traz uma série de vantagens como a conservação do solo contra erosões, contribuindo para o escoamento e infiltração da água da chuva, evitando deslizamentos. Além da água, outros elementos podem acabar escoando superficialmente, como fertilizantes sólidos, nutrientes presentes nas camadas superficiais do solo e a palhada no caso do plantio direto. Evitar o escoamento desses elementos diminuem as perdas e aumentam a produtividade e lucratividade da lavoura.

Gostou? Tem alguma dúvida? Escreva pra gente!

WhatsApp bit.ly/dronagro

(55) 9 9682 8530 (Eng. Agr. Guilherme Busanello)

(49) 9 9161 0402 ou (55) 9 9661 0402 (Eng. Agr. Diego Berté)

contato@dronagro.com.br