Três metodologias para avaliação da eficiência do sistema de irrigação

Olá amigos do agro 4.0! O grande objetivo de um sistema de irrigação é garantir o fornecimento de água para a cultura instalada durante todo o seu ciclo. principalmente em temporadas onde a falta de chuva ou a distribuição irregular da mesma castigam a lavoura. Aumentar a eficiência da irrigação é firmar um compromisso com a produtividade! Além disso, utilizar a água de maneira mais eficaz significa ser protagonista na conservação dos recursos hídricos disponíveis e do meio ambiente.

Existem três metodologias para se fazer o manejo da irrigação: via solo, via clima e via planta. Você pode utilizar todas essas técnicas individualmente ou combiná-las, de acordo com a sua realidade. Hoje, vamos falar sobre essas metodologias para avaliação da eficiência do seu sistema de irrigação. Boa leitura!

O controle de irrigação via solo é feito com base no uso de equipamentos que avaliam a tensão de água no solo ou sua porcentagem volumétrica. Sensores tipo TDR e FDR são utilizados na determinação da porcentagem volumétrica, e os tensiômetros e blocos de resistência são utilizados para avaliar a tensão da água no solo. Com o tensiômetro, determina-se diretamente o potencial mátrico da água no solo (kPa) e, indiretamente por uma curva de retenção, deduzimos o grau de umidade atual, o qual utilizamos para calcular a lâmina de irrigação necessária.

O monitoramento da irrigação via clima pode ser feito pela reposição do consumo diário da cultura (evapotranspiração real de cultura) ou pela soma do consumo dos dias anteriores, desde a data da última irrigação. Para isso, podemos utilizar o balanço hídrico de água no solo, que considera os fluxos de água que entram (irrigação, precipitação efetiva e ascensão capilar) e os fluxos que saem (evapotranspiração, a percolação profunda e o escoamento superficial).

A utilização de técnicas de fotogrametria e sensoriamento remoto vêm sendo utilizadas na irrigação como um instrumento de manejo e balanço de energia em áreas irrigadas. A Dronagro utiliza câmeras multiespectrais embarcadas nos drones para fornecer informações de toda a lavoura rapidamente, identificando pontos onde há problemas de excesso ou falta de água, e com o Dronagro Maps, você leva o mapa para o campo e localiza com mais facilidade o local do problema para avaliação e tomada de decisão para mitigar o problema.

Gostou? Entre em contato com a gente e saiba mais!

WhatsApp bit.ly/dronagro

(55) 9 9682 8530 (Eng. Agr. Guilherme Busanello)

(55) 9 9661 0402 (Eng. Agr. Diego Berté)

contato@dronagro.com.br